Saltar para o corpo principal da página

Site oficial da liga moçambicana de futebol

2019-12-09

Maxaquene, Clube de Chibuto e Desportivo de Nacala despromovidos

Caiu, no domingo (08), o pano do Moçambola2019. O Costa do Sol foi derrotado no jogo da consagração. O Maxaquene, Desportivo de Nacala e Clube de Chibuto juntaram-se ao Têxtil de Púnguè e Baia de Pemba no lote das equipas que foram despromovidas.

O Maxaquene e o clube de Chibuto até fizeram o que lhes competia, ou seja, venceram os seus jogos, mas os três pontos não foram suficientes para manterem-se no Campeonato Nacional de Futebol.

À entrada da 30ª e derradeira ronda, os tricolores somavam 34 pontos e estavam obrigados a vencer o Ferroviário de Maputo e depender de terceiros para garantir a manutenção. Domingos, aos 15 minutos, ainda deu esperanças para os adeptos da equipa de Maló, todavia, o 1 a 0 final não foi suficiente para manter o Maxaquene na elite do futebol moçambicano.

Quem também "caiu na praia" é a formação do Clube de Chibuto. Tal como o Maxaquene, os guerreiros de Gaza dependiam de uma combinação de resultados para permanecerem no Moçambola.

Depois do nulo registado no final da etapa inicial, na segunda parte, a equipa de Abdul Omar conseguiu impor a terceira derrota seguida a União Desportiva de Songo. Contudo, em nada valeu o triunfo ao único representante de Gaza no Moçambola do presente ano, visto que vai evoluir na Divisão de Honra da Zona Sul na próxima época.

Por sua vez, o Desportivo de Nacala cedeu um empate, fora de portas, frente ao Têxtil de Pungue, passando a somar 37 pontos, por sinal, escassos para permanecer no principal escalão do futebol nacional.

Jogo impróprio para cardíacos sela manutenção da Liga Desportiva

Na Matola C, diga-se em abono de verdade, assistiu-se um verdadeiro hino ao futebol. As equipas da Liga Desportiva de Maputo e do Desportivo de Maputo deliciaram os adeptos que se fizeram ao campo com um grande espetáculo de futebol. Foram ao todo marcados nove golos.

A equipa de Alcides Chambal dependia apenas de si para continuar na alta - roda do futebol nacional, contudo, dois golos de Peter, aos nove e 12 minutos, fizeram soar alarmes em Hanhane.

Em desvantagem, a Liga foi obrigada a correr atrás do prejuízo, mas o máximo que conseguiu na primeira parte foi reduzir para 2 a 1 por intermédio de Momed Hagy.

Tal como aconteceu na primeira parte, o Desportivo voltou a entrar melhor na etapa complementar. À passagem do minuto 52, Gervásio, de livre directo, aumentou a vantagem alvinegra. Volvidos 12 minutos, Sonito voltou a reduzir para a Liga Desportiva.

A equipa da casa continuou lançada ao ataque em busca do golo da igualdade. Depois de várias tentativas frustradas, Gerson conseguiu introduzir a bola na baliza de Stefan para cinco minutos mais tarde Kabine fazer a reviravolta.

A vantagem da Liga durou apenas dois minutos, visto que aos 77 minutos Jarula restabeleceu a igualdade. O golo que selou o triunfo e a consequente manutenção da equipa de Alcides Chambal foi marcado por Sonito aos 80 minutos.

Em Nacala, um golo de Massawa, ainda na primeira parte, foi suficiente para o Ferroviário de Nacala receber e derrotar o Ferroviário da Beira pela margem mínima, garantido desta forma uma vaga no Moçambola2020.

Nas outras partidas da 30ª jornada, o Textáfrica de Chimoio e o Incomáti não foram além de uma igualdade sem abertura de contagem, enquanto ENH bateu o Baia de Pemba pelos tangenciais 2 a 1.

Quadro de jogos da 30ª jornada

Maxaquene 1 x 0 Ferroviário de Maputo

Ferroviário de Nampula 2 x 1 Costa do Sol

Liga Desportiva de Maputo 5 x 4 Desportivo de Maputo

Ferroviário de Nacala 1 x 0 Ferroviário da Beira

Textáfrica de Chimoio 0 x 0 Incomáti de Xinavane

Baía de Pemba 1 x 2 ENH

Clube de Chibuto 1 x 0 UDS

Têxtil de Pungue 1 x 1 Desportivo de Nacala