Saltar para o corpo principal da página

Site oficial da liga moçambicana de futebol

2021-04-21

FMF e LMF dão mais um passo importante para a retoma do Moçambola

Unidos no propósito do regresso “seguro” do Campeonato Nacional de Futebol, a Federação Moçambicana de Futebol e a Liga Moçambicana de Futebol deram mais um importantíssimo passo.

FMF e LMF dão mais um passo importante para a retoma do Moçambola

Nesta terça – feira, 20 de Abril, a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) fez a entrega dos testes rápidos de antigénio de despiste da Covid-19 à Liga Moçambicana de Futebol (LMF) que, por sua vez, canalizou de imediato aos 14 clubes do Moçambola.

Este é, diga-se em abono da verdade, mais um importantíssimo passo dado pelas duas instituições para que o Campeonato Nacional de Futebol seja uma prova segura tal como recomendou o Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi.

Cada um dos 14 clubes que integram a fina – flor do futebol nacional recebeu 325 testes, sendo que nesta primeira fase a Federação Moçambicana de Futebol disponibilizou 4550 testes dos sete mil que pretende adquirir no âmbito dos esforços para garantir a retoma segura da prova. Feizal Sidat apelou a conservação dos testes entre temperaturas que variam entre 10 a 16 graus centígrados.

“Estes testes que nós demos agora, são 4550 testes, é uma primeira fase futuramente vai haver mais testes. Com estes dá para garantir a testagem entre 12 a 15 jornadas. Sabemos que os testes precisam de alguma conservação daí que não adquirimos todos sete mil testes previstos. Vamos incluir os árbitros e algumas selecções nacionais que vão usar os mesmos testes, mas está assegurado a disponibilidade de testes até ao final do Moçambola”, disse Sidat.

Nos meados do mês em curso, a Liga Moçambicana de Futebol em parceria com o Ministério da Saúde através Instituto Nacional da Saúde formaram equipas medicas dos clubes para dirigir os processos de testagem. Para o presidente da LMF, Ananias Couana, a chegada dos testes é uma luz verde para a retoma da fina – flor do futebol nacional.

“Esta é a dimensão social do futebol em relação a saúde, estamos a cumpri-la na perspectiva de retoma do nosso Campeonato Nacional, por isso é nossa expectativa que todos clubes sem excepção continuem empenhados no cumprimento das orientações das autoridades da saúde, os testes não são o fim, devem ser complementados por outras medidas de prevenção da Covid-19 para que não tenhamos casos de doença no Moçambola ou através do Moçambola haja várias contaminações. A recepção destes testes aumenta a nossa expectativa e a esperança da retoma do Moçambola”, disse Couana.

De lembrar que o Moçambola foi suspenso no dia 08 de Fevereiro quando estavam disputadas quatro jornadas.