Saltar para o corpo principal da página

Site oficial da liga moçambicana de futebol

2019-08-22

ENH de Vilankulo agiganta-se no terreno da Liga Desportiva e foge da zona de despromoção

O ENH de Vilankulo conseguiu finalmente abandonar a zona de despromoção. Para alcançar o feito, a equipa de Inhambane superou a Liga Desportiva de Maputo. O Ferroviário da Beira perdeu e pode ver a diferença pontual em relação ao Costa do Sol aumentar.

Três derrotas em igual número de jogos é saldo da Liga Desportivas nas últimas três partidas. Na quarta-feira (21), a formação de Nilton Terroso viu a sua invencibilidade dentro portas quebrada e caiu para a zona despromoção.

Na Matola C só deu ENH. A equipa de Antoninho Muchanga, foi, diga-se em abono da verdade, gigante e arrancou um incontestável triunfo (0x2) frente a uma formação que não perdeu em casa na primeira volta. Eurico e Laque, ainda na primeira parte, apontaram os golos que selaram o triunfo da equipa de António Muchanga.

A 17ª jornada do Moçambola foi proveitosa para as equipas que se encontram na zona de despromoção. Em Cabo Delgado, o Baia de Pemba alcançou o seu terceiro triunfo nesta primeira aparição na fina-flor do futebol nacional. A equipa, agora orientada por João Chissano, recebeu e derrotou o Desportivo de Nacala por 3 x 1. Yeyé e Ramudua foram os marcadores de serviço da formação anfitriã, enquanto Edson foi o autor do tento de honra dos nacalenses.

Quem também somou os três nesta ronda é o Têxtil de Púnguè que recebeu e derrotou o Clube de Chibuto pela margem mínima. Os fervorosos adeptos dos fabris da manga tiveram que esperar até ao minuto 90 para ver Dinho marcar e fixar o resultado.

Ferroviário da Beira marca passos na luta pelos lugares cimeiros na Soalpo

Naquele que era um dos jogos de cartaz da 17ª jornada, o Textáfrica de Chimoio recebeu e venceu o Ferroviário da Beira (1x0). Djongwe, aos 12 minutos da segunda parte, ou seja, a passagem do minuto 57, confirmou o triunfo dos fabris do planalto de Chimoio frente aos locomotivas de Chiveve que podem ver a desvantagem em relação ao líder Costa do Sol aumentar de três para seis pontos.

A 17ª ronda do Moçambola do presente ano arrancou na terça-feira (20) com dois empates. No Canavial, o Incomáti de Xinavane e o Desportivo de Maputo não foram além de uma igualdade a uma bola. Riquito, aos 17 minutos, adiantou o conjunto de Artur Comboio e, aos oito minutos da etapa complementar, Peter restabeleceu a igualdade.

Este resultado serve mais os interesses dos açucareiros, visto que ganharam mais um ponto na renhida disputa pela manutenção e os alvinegros voltaram a perder terreno na luta pelo título

Em Nacala houve pacto de não-agressão entre dois emblemas locomotivas. O Ferroviário de Nacala e o Ferroviário de Maputo não conseguiram sair do nulo no final do tempo regulamentar.

De referir que, para todos efeitos, a 17ª jornada, ficara completa no próximo dia 18 de Setembro, visto que o jogo entre o Maxaquene e Costa do Sol passou para o dia 31 do mês em curso, enquanto o embate que colocará frente as formações do Ferroviário de Nampula e da União Desportiva de Songo está agendado para o dia 18º dia de Setembro.

Quadro de resultados da 17ª Jornada

Textáfrica 1 x 0 Ferroviário da Beira

Incomáti de Xinavane 1 x 1 Desportivo de Maputo

Ferroviário de Nacala 0 x 0 Ferroviário de Maputo

Têxtil de Púnguè 1 x 0 Clube de Chibuto

Baía de Pemba 3 x 1 Desportivo de Nacala

Liga Desportiva de Maputo 0 x 2 ENH de Vilankulo

Sábado (31 de Agosto)

Maxaquene x Costa do Sol

Quarta-feira (18 de Setembro)

Ferroviário de Nampula x União Desportiva do Songo