Saltar para o corpo principal da página

Site oficial da liga moçambicana de futebol

2021-02-08

Black Bulls cede os primeiros pontos mas mantém liderança

A Associação Black Bulls e o Ferroviário de Maputo não foram para além de um empate, a um golo, no encontro que fez o cartaz da 4ª jornada do Moçambola. Os Touros mantêm-se na liderança isolada, seguidos pela dupla ENH de Vilankulo e Ferroviário da Beira.

Black Bulls cede os primeiros pontos mas mantém liderança

Numa partida disputada no Complexo Desportivo de Tchumene, a Black Bulls chegou primeiro ao golo quando disputados 19 minutos da primeira parte, numa jogada infortunada da defesa locomotiva.

Contra-ataque rápido pela zona central, Ejaita tenta um cruzamento para o interior da grande área e a bola acaba por desviar no defesa Huga, terminando no fundo das malhas de Ernani.

Diante da contrariedade, o Ferroviário de Maputo reagiu a ponto de precisar de apenas quatro minutos para colocar o resultado no seu ponto justo. Na sequência de um cruzamento de Kito, Jeitoso cabeceia para o fundo das redes de Ivan, na recarga de uma bola devolvida pela barra transversal após um primeiro remate de cabeça.

Na segunda parte, os dois conjuntos mantiveram o respeito mútuo a ponto de não chegarem a tempo de alterar o marcador. 1 a 1 como resultado final e uma divisão que mantém a Black Bulls no topo da Tabela Classificativa com 10 pontos, enquanto o Ferroviário de Maputo é quinto com seis.

Quem tirou proveito deste empate foram, sem dúvidas, as equipas do ENH de Vilankulo e o Ferroviário de Beira que completam o pódio, a um ponto do primeiro classificado.

Os hidrocarbonetos derrotaram o campeão nacional em título, o Costa do Sol, por 1 a 0, com golo solitário de Víctor dois minutos depois da segunda meia-hora do jogo. Neste desafio disputado no Ninho do Canário, os donos da casa ainda desperdiçaram uma grande penalidade que abriria as contas no marcador.

Já a locomotiva do Chiveve recebeu e goleou, no Caldeirão do Chiveve, o Incomáti de Xinavane, por 3 a 0, com bis de Dayo e outro de Betinho.

Textáfrica feliz pela primeira vez

No primeiro desafio depois da saída de Amide Tarmamade do comando técnico, os fabris do planalto alcançaram, à quarta jornada, a primeira vitória na prova.

No campo da Soalpo, diante do Matchedje de Mocuba, os donos da casa só chegaram ao tento da vitória a nove minutos dos 90, da autoria de Timbe.

Com a vitória, o Textáfrica ascendeu da última para a penúltima posição da Tabela Classificativa com três pontos, em troca directa com os militares da Zambézia com apenas um.

Uma mão cheia de golos registou-se no Estádio 25 de Junho, usada domingo, 07 de Fevereiro, como casa emprestada pelo Ferroviário de Nacala na recepção à União Desportiva do Songo.

Os visitantes marcaram um golo madrugador por Amadou, quando decorridos apenas três minutos da partida. Aos 11 Lau King fez o 2 a 0, uma vantagem todavia reduzida aos 20, por Touré, na transformação de uma grande penalidade.

Perto do intervalo, Shelton forçou um empate que veio a ser desfeito no segundo minuto de compensação da primeira parte, encerrando assim as contas da partida em 3 a 1 a favor da União Desportiva do Songo.

Quadro completo de resultados da 4ª jornada

Desportivo de Maputo 0 – 0 Liga Desportiva de Maputo

ABB 1 – 1 Ferroviário de Maputo

Ferroviário da Beira 3 – 0 Incomáti de Xinavane

Textáfrica 1 – 0 Matchedje de Mocuba

Ferroviário de Nacala 2 – 3 UD de Songo

Costa do Sol 0 – 1 ENH de Vilankulo

Ferroviário de Lichinga 2 – 0 Ferroviário de Nampula