Saltar para o corpo principal da página

Site oficial da liga moçambicana de futebol

2019-11-12

Alvinegros mais perto da manutenção e Maxaquene ainda sonha com a permanência

A luta pela fuga à zona da despromoção continua ao rubro. Na 28ª jornada, as formações do Ferroviário de Nampula e do Incomáti de Xinavane triunfaram e fugiram dos lugares que dão acesso a Divisão de Honra da próxima época.

Em Nampula, no Santuário de 25 de Junho, o Ferroviário de Nampula, com golos de Zainal e Belito, recebeu e venceu o Ferroviário de Maputo pela marca de 2 a 0 e conseguiu finalmente sair da zona de despromoção.

Quem também deu um passo gigantesco rumo a permanência na alta-roda do futebol nacional é o Incomáti de Xinavane que bateu a Liga Desportiva de Maputo, formação que terminou a partida reduzida a nove unidades devido as expulsões de Mapangane e Aguiar, pelos esclarecedores 3 a 0.

O Baia de Pemba juntou-se ao Têxtil de Púnguè no lote das equipas despromovidas quando faltam disputar duas jornadas. Um golo de Papi aos 41 minutos sentenciou o destino do conjunto de João Chissano.

Por sua vez, o Maxaquene ganhou um novo alento na luta por um lugar na próxima edição do Moçambola. Na 28ª ronda, os tricolores, graças a um tento solitário de Danilo, receberam e venceram o Ferroviário da Beira pela margem mínima.

Canarinhos e hidroelétricos não desarmam na luta pelo título

O Costa do Sol e a União do Songo, os dois emblemas que restam na luta pelo título, saíram vitoriosos na 28ª jornada e manteram tudo na mesma no que diz respeito a discussão do primeiro lugar. Por sua vez, o Maxaquene ganhou um novo alento na luta pela manutenção.

Os canarinhos continuam firmes na pretensão de conquistar a principal prova do futebol nacional depois de lagos anos de jejum. Na 28ª jornada, o conjunto orientado por Horácio Gonçalves conseguiu somar mais três pontos fora de portas.

Eva Nga, aos 55 minutos, regressou aos golos, fixando em 21 os remates certeiros, e selou o triunfo do Costa do Sol no reduto do Clube de Chibuto que com a derrota desceu para a zona de despromoção.

A União Desportiva de Songo, por sua vez, segue firme na perseguição ao líder e ao sonho de conquistar o terceiro campeonato seguido. Nesta ronda, a turma de Nacir Armando arrancou um triunfo a ferro e fogo diante do Desportivo de Nacala (2x1).

Luís Miquissone inaugurou o marcador à passagem do minuto 80, todavia, volvidos sete minutos, João restabeleceria a igualdade para o conjunto de Antero Cambaco. Quando tudo indicava que o jogo terminaria com a divisão de pontos, Telinho, aos 90’+5, vestiu-se de herói e deu aos hidroelétricos uma vitória que mantem a diferença pontual com o primeiro classificado.

Quando faltam duas jornadas para o término do Moçambola, o Costa do Sol, com mais dois jogos e seis pontos de vantagem em relação ao segundo classificado UDS, lidera a principal prova do futebol nacional com 60 pontos. Apesar do desaire, O Ferroviário da Beira continua no terceiro lugar com 42 pontos, por sinal, os mesmos do Ferroviário de Maputo que ocupa a quarta posição.

Quadro de resultados da 28ª jornada

Clube de Chibuto 0 x 1 Costa do Sol

UD de Songo 2 x 1 Desportivo de Nacala

Ferroviário de Nampula 2 x 0 Ferroviário de Maputo

Têxtil de Púnguè 0 x 0 ENH de Vilankulo

Baía de Pemba 0 x 1 Desportivo de Maputo

Maxaquene 1 x 0 Ferroviário da Beira

Liga Desportiva 0 x 3 Incomáti de Xinavane

Ferroviário de Nacala 1 x 0 Textáfrica de Chimoio

Consulte aqui a Tabela Classificativa e os Líderes do campenato. ■