Saltar para o corpo principal da página

Site oficial da liga moçambicana de futebol

2018-10-20

Costa do Sol ´alivia-se´ às custas do Ferroviário da Beira

Vitória da tranquilidade. É como se pode designar o triunfo alcançado este sábado, 20 de Outubro, pelo Costa do Sol, na recepção ao Ferroviário da Beira. Com 38 pontos, os canarinhos já respiram de alívio na tabela classificativa.

Costa do Sol ´alivia-se´ às custas do Ferroviário da Beira

Nem a chuva que caiu na capital do País impediu que os adeptos do futebol, na maioria do clube anfitrião, pudessem afluir em massa ao campo do Costa do Sol, afim de testemunharem a abertura da jornada 28 da prova.

Temperatura essa que tão pouco estragou o espectáculo do jogo, no qual duas equipas, para lá dos seus objectivos imediatos no Moçambola, faziam o lançamento da final da Taça de Moçambique.

E houve futebol. Muito futebol, pese embora os adeptos só puderam festejar o primeiro golo quando, diga-se, todos se preparam para irem ao intervalo. Ou seja, quando o combate parecia terminar nulo nos primeiros 45 minutos, Sibale tirou proveito de uma confusão, na grande área, para cabecear a bola para o fundo das malhas de Soarito. Estava decorrido o primeiro dos dois minutos de compensação desta etapa inicial.

Porque jogo que é jogo só termina com o apito do árbitro, o tempo extra foi ainda suficiente para o Costa do Sol ampliar a vantagem. 2 a 0 por Mbulu, certeiro na recarga depois de um livre batido por Chawa.

Na etapa complementar, igual número de golos. Todavia distribuídos.

Apesar de estar em inferioridade numérica após expulsão de Fabrice, por acumulação de amarelos, o Ferroviário de Beira ainda tentou meter pressão no encontro. Reduziu, aos 60 minutos, por intermédio Dayo, porém o resultado à tangente combinou com o sol entre as nuvens: de pouca dura.

A chuva não parava e, aos 65 minutos, Chawa fez o gosto ao pé ao assinar no 3 a 1, uma vantagem da turma canarinha que não mais se alterou até ao apito final do árbitro.

Um resultado, de resto, que afasta o Costa do Sol da zona dos aflitos, com 38 pontos. O Ferroviário de Beira, pendente do desenrolar das outras partidas da jornada, há-de ver o que lhe acontece. Por ora mantém-se com 35 pontos.